Esportes

Série B: três times lutam pelas
semifinais e oito contra degola

  DANIEL LIMA - 17/04/2017

A última rodada da fase classificatória da Série B do Campeonato Paulista está como o diabo gosta: apenas o São Caetano está garantido nas semifinais e três das equipes que vão disputar a Série C do ano que vem já são conhecidas. Isto quer dizer que ainda há três vagas a serem preenchidas na luta pelo acesso à Série A, competição da qual fazem parte os grandes times do Estado, além do Santo André como representante da região, e outras três vagas ameaçam várias equipes de queda. 

A penúltima rodada da etapa classificatória será completada na noite de hoje (Guarani versus Barretos e Portuguesa versus Oeste de Barueri), mas os resultados não vão alterar esse enredo. O que poderá acontecer é a redução de pretendentes ao acesso e dos ameaçados de rebaixamento. 

A última rodada programada para domingo, quando todos os jogos serão iniciados às 16h, não tem muito significado para os três times já rebaixados – União Barbarense (13 pontos), Rio Preto (16) e Mogi Mirim (17). Até para o São Caetano, já classificado às semifinais com a vantagem de poder decidir em casa o jogo de volta do mata-mata contra o quarto colocado, o jogo de domingo em casa diante do Penapolense tem importância. Tudo porque a equipe e Luiz Carlos Martins ainda não assegurou o primeiro lugar na classificação geral após a derrota de três a dois no Vale do Paraíba para o Taubaté. 

Com 34 pontos, o São Caetano pode ser ultrapassado pelo Água Santa de Diadema, com 32. É a mesma pontuação de antes do jogo com o Velo Clube em Rio Claro. A equipe de Diadema perdeu de dois a um e agora vai decidir se chega em segundo ou mesmo se alcança a primeira colocação no Estádio do Inamar, diante do Taubaté. Ficar em primeiro ou em segundo lugar na fase de classificação oferece a vantagem do segundo jogo do mata-mata das semifinais com o apoio da torcida. 

Apenas uma vaga 

O Rio Claro foi surpreendentemente goleado pelo já rebaixado Rio Preto por quatro a um, mas manteve a terceira posição com 30 pontos. Como enfrenta o Sertãozinho em casa na rodada de domingo, tem tudo para assegurar a vaga. O Bragantino ocupa a quarta colocação, no limite de classificação às semifinais, depois de vencer o Penapolense no campo do adversário por um a zero, mas pode perder a posição hoje à noite se o Guarani vencer o Barretos no Estádio Brinco de Ouro. O Guarani tem 27 pontos e chegaria a 30, um a mais que o Bragantino.  

A vitória do Guarani contra o Barretos deslocaria o Batatais à sexta posição, depois da derrota na Rua Javari para o Juventus por dois a zero. O Batatais tem 28 pontos e já não depende das próprias forças para chegar ao G-4 dos semifinalistas. Precisa vencer o Guarani na última rodada, quando contará com o apoio da torcida, e torcer para o Bragantino não superar o Votuporanguense em Bragança Paulista.

Numa análise bastante sensata do que poderia ocorrer na última rodada para quem busca o G-4, tudo indica que a disputa se restringiria à quarta colocação, porque tanto o Água Santa quanto o Rio Claro, que jogam em casa, deverão confirmar favoritismo. E a quarta colocação estará entre Guarani, Batatais e Bragantino, considerando-se uma vitória do time de Campinas nesta segunda-feira. 

Guarani exterminador? 

Uma vitória do Guarani contra o Barretos eliminaria matematicamente as possibilidades dos demais times que têm expectativa de chegar ao G-4, casos de Juventus, Sertãozinho e Taubaté (todos com 27 pontos). A explicação é simples: como Batatais e Guarani vão fazer confronto direto na última rodada, qualquer que seja o resultado do jogo o classificado ultrapassaria a barreira dos 30 pontos, à qual Juventus, Sertãozinho e Taubaté poderiam chegar ao limite máximo. 

Se prevalecer o que poderia ser chamado de probabilidade mais concreta de ordem classificatória, os dois confrontos da fase semifinal teriam como protagonistas São Caetano versus o vencedor da disputa envolvendo Batatais, Guarani e Bragantino, e o Água Santa de Diadema contra o Rio Claro. O que parece cristalinamente viável é que o confronto regional entre São Caetano e Água Santa estaria praticamente descartado. Só haveria risco de enfrentamento se o Guarani vencer esta noite o Barretos e o Água Santa perder em casa no próximo domingo. 

São Caetano e Água Santa poderão, portanto, subir à Série A da próxima temporada. Mas o outro lado da moeda é que também poderão ficar fora do principal campeonato estadual do País, caso sejam derrotados nas semifinais.  

Oito contra queda

Na luta contra o rebaixamento, que engolfará seis dos 20 participantes da Série B, Mogi Mirim, Rio Preto e União Barbarense já estão oficialmente na Série C do próximo ano. E nada menos que oito equipes preocupam-se com a matemática. Antes da rodada de domingo completam a lista de rebaixados o Capivariano (19 pontos, quatro vitórias e salto negativo de nove gols), o Barretos (20 pontos, cinco vitórias e saldo negativo de seis gols) e o XV de Piracicaba (22 pontos, quatro vitórias e saldo positivo de dois gols). Fora do agrupamento do desespero, mas também pressionados, estão o Oeste de Barueri (22 pontos, cinco vitórias e saldo positivo de quatro gols), o Velo de Rio Claro (23 pontos, seis vitórias e saldo negativo de três gols), o Votuporanguense (23 pontos, seis vitórias e saldo negativo de um gol), a Portuguesa (23 pontos, sete vitórias e saldo negativo de quatro gols) e o Penapolense (24 pontos, seis vitorias e saldo positivo de três gols).

Os múltiplos números dos candidatos ao rebaixamento (que levam em conta os critérios classificatórias do regulamento), apontam que o Capivariano está praticamente na Série C porque carrega o ônus suplementar de número muito baixo de vitórias (primeiro critério de desempate) e muitos gols de saldo negativo (segundo critério de desempate). Os resultados desta segunda-feira (Portuguesa versus Oeste de Barueri e Guarani versus Barretos) poderão dar desenho mais definido à situação dos rebaixados.

Na rodada final de domingo da fase classificatória, apenas um jogo não tem qualquer importância, já que reunirá os já rebaixados Mogi Mirim versus Rio Preto. Os demais contam pontos importantes para as semifinais e para a fuga da queda: Água Santa versus Taubaté, Rio Claro versus Sertãozinho, Bragantino versus Votuporanguense, Barretos versus Velo, Batatais versus Guarani, Oeste versus Juventus, São Caetano versus Penapolense, Capivariano versus União Barbarense e XV de Piracicaba versus Portuguesa. 

Leia mais matérias desta seção: