Esportes

São Caetano fica em segundo e
coloca Água contra Bragantino

  DANIEL LIMA - 24/04/2017

O São Caetano vai enfrentar o Rio Claro e o Água Santa jogará com o Bragantino nos mata-matas da fase semifinal da Série B do Campeonato Paulista. Os vencedores disputarão a final já com vagas garantidas à Série A do ano que vem, substituindo Audax de Osasco e São Bernardo.

O Água Santa talvez tenha recebido um presente do grego. A goleada de quatro a um contra o Taubaté ontem no Estádio do Inamar, colocou a equipe de Diadema na liderança geral da etapa, com 35 pontos. Por isso vai enfrentar o quarto colocado, o Bragantino, 32 pontos, que venceu em casa o Votuporanguense por três a um. O São Caetano perdeu para o Penapolense por três a dois no Estádio Anacleto Campanella e ficou em segundo lugar com 34 pontos. A equipe de Luiz Carlos Martins jogará com o Rio Claro, que terminou em terceiro com 33 pontos após derrotar em casa o Sertãozinho por dois a um.  

Considerando-se a tradição das equipes, parece bom negócio o São Caetano cruzar na semifinal com o Rio Claro, não com o Guarani ou com o Bragantino. O Guarani ficou no meio de caminho com 30 pontos ao ser derrotado em Batatais por um a zero. O Batatais terminou a competição com 31 pontos, um abaixo do Bragantino.

Por mais que o Rio Claro seja um adversário forte, dono do melhor sistema defensivo com 35 gols (contra 32 do São Caetano e 31 do Água Santa e do Bragantino), o time de Luiz Carlos Martins poderia se dar bem melhor no confronto que terá na semifinal do que se enfrentasse Guarani e Bragantino, equipes de maior tradição. O trauma de chegar sempre próximo ao acesso e fracassar na reta de chegada é um desafio que o São Caetano carrega e que certamente será menos problemático diante do Rio Claro.

Futebol clássico

Na fase classificatória o São Caetano perdeu para o Rio Claro no Interior por um a zero, mas fez uma das melhores apresentações na temporada. O time interiorano dirigido por Sérgio Guedes tem conceito de jogo diferenciado na Série B: não se utiliza de marcação rígida, monolítica. Está praticamente no mesmo nível de Bragantino e Guarani, mas não tem a mesma estrutura organizacional e pontua discretamente no ranking nacional da CBF.

O Bragantino, adversário do Água Santa, mantêm a tradição de força bruta, com jogadores de elevada estatura e perfil tático de compactação defensiva com agressividade nos contragolpes. É um adversário indigesto.

Água Santa e São Caetano contam com a vantagem de jogar a segunda partida em casa. O regulamento prevê decisão em cobranças de penalidades máximas caso os dois jogos da semifinal tenham o mesmo placar para cada uma das equipes. O regulamento não prevê o chamado gol qualificado, que tem peso maior quando marcado em campo adversário. O mandante do jogo único que decidirá o titulo será a equipe que mais pontos somar nas duas primeiras fases da competição – fases classificatória e semifinal.

A relação dos seis rebaixados foi completada também na rodada de ontem. Barretos e Velo de Rio Claro se juntaram a Capivariano, Rio Preto, Mogi Mirim e União Barbarense. O Barretos derrotou o Velo por três a dois e somou os mesmos 23 pontos do próprio Velo e de outras duas equipes, a Portuguesa e o Votuporanguense, que escaparam nos critérios de desempate. A Portuguesa perdeu em Piracicaba para o XV por três a dois e o Votuporanguense escapou mesmo ao perder para o Bragantino.

Leia mais matérias desta seção: