Imprensa

História do melhor jornalismo
regional do País. Leiam! (129)

  DANIEL LIMA - 12/11/2018

Em janeiro e em fevereiro de 1998 (portanto há quase 21 anos) produzi duas matérias para a revista LivreMercado que valem a pena ser acompanhadas na íntegra. Tratei de um novo veio econômico na área de comércio e de serviços (a avenida Lino Jardim), na Vila Bastos, e do então já decadente Calçadão da Oliveira Lima, no Centro de Santo André. LivreMercado, antecessora de CapitalSocial, vasculhava tanto o micro quanto o macro da economia regional. São relatos que situam a região no tempo e no espaço. Primeiro, os trechos iniciais sobre a Avenida Lino Jardim: “No epicentro da Vila Bastos, em Santo André, a avenida Lino Jardim continua a ganhar novos empreendimentos e a contribuir para revigorar a desconcentração da veia comercial e de serviços monopolizada até o início dos anos 1990 pelo centro histórico. O desenvolvimento econômico mais voltado para o setor terciário depois que a indústria começou a dar os primeiros sinais de reestruturação, coloca a Lino Jardim como um dos pontos mais brilhantes da constelação de artérias deslocadas dos centros comerciais. Incrustrada numa microrregião de alto poder aquisitivo, na qual convivem edifícios residenciais de médio e alto padrão e residências térreas espaçosas, muitas das quais transformadas em endereços comerciais, a avenida oferece variedade de opções com qualidade”. Agora, a Coronel Oliveira Lima: “Quarta rua em trânsito de consumidores do Brasil, com média de 16 mil pessoas/hora, o Calçadão da Coronel Oliveira Lima, em Santo André, há muito não lembra mais os dias de glória que viveu nos anos 1970 e 1980, quando era frequentado pelas camadas mais altas da sociedade. O que antes simbolizava glamour, hoje está deteriorado em função da má conservação, ambulantes, batedores de carteiras, filas de desempregados e esvaziamento -- as duas principais lojas em faturamento, Americanas e Casas Bahia, fecharam as portas devido aos aluguéis exorbitantes. Sensibilizados por esse quadro, comerciantes se uniram em busca de soluções e arrancaram da Prefeitura promessa de recuperação da área através da antecipação do cronograma do Projeto Centro, com obras de drenagem para contenção de enchentes, alterações no sistema viário, nova iluminação e reforço na segurança. Se cumprido o calendário, a principal veia comercial da cidade estará parcialmente revitalizada até final de 98”.  

05/02/1998 - Todos se juntam pela Oliveira Lima

05/01/1998 - Avenida Lino Jardim cresce com variedade

Leia mais matérias desta seção: